11.22.2006

Ooops...

Image Hosted by ImageShack.us

E em pleno laboratório, foi exactamente uma cena dessas que eu fiz. Foi como se tivesse, no meio do silêncio, mandado tamanho berro que toda a gente ficou a olhar para mim.

No lado do laboratório em que me encontro, existem 4 bancadas, cada uma com 2 pessoas. Em frente ‘as bancadas existem as respectivas secretárias. Assim, existe uma fila de secretárias, uma fila de bancadas, outra fila de bancadas em que as pessoas ficam frente a frente, outra de secretárias e por aí segue.

Embora exista alguma divisão entra as chamadas “bays” (corredor entre bancada e secretária) o espaço é basicamente contínuo e consegue-se ouvir tudo o que se passa no lab.

Nesse dia, o A., na bancada ‘a minha frente, tinha que apresentar a lab-meeting. Bastante atarefado e atrapalhado, tentava prepará-la, em cima da hora... como sempre. Volta e meia lá dizia algo como: “ pessoal, preparem-se para a pior lab meeting da vossa vida!”

Tentando consolá-lo, aqui entra a Inês em acção, num momento que se tornou inédito na história do Schier lab.
O que eu queria dizer ao A. era:

- vá lá, não te preocupes, tu safas-te sempre!!

E que foi que eu disse então?

- C’mon, don’t worry, you always (e aqui é que os tambores começam a rufar)... GET OFF with it.

Entenda-se que o que eu queria dizer era GET AWAY (safas-te) e não GET OFF (ejaculas!!!!)

Imediatamente, da outra ponta do lab, após uma gargalhada sonora, WY berra:
- WHAT?? Mas que raio de conversas vão para aí?

Ao meu lado, J., de pipeta na mão, personificava o A. a GET OFF:

- Ohhhhh... MicroRNAs!! MicroRNAaaaaaaas!!!
Oh yes! Yeeeeesssssss!!

Escusado será dizer que foi risada geral... até o A. relaxou um pouco!

Eu e o meu Inglês...
Sei as palavras grandes e complicadas. Por vezes nem acreditam que Inglês não é a minha primeira língua (se bem que devem ser meio mouquinhos :P), mas depois.... quando chega ‘as pequeninas como IN, ON, OUT, UP, AWAY, DOWN e mais sei lá o quê... é uma desgraça. Meto os pés pelas mãos e saem alarvidades destas :)

4 comments:

Violante said...

Vá.. podia ser pior.. imagina que dizias isso na "seminar room" em frente a todo o grupo e ao próprio Schier??

é mesmo caso para dizer...:
cuidado com a língua!

;)

Fadalê said...

A portuguesa é que costuma ser traiçoeira e proporciona-nos momentos únicos. A senhora X do campismo também me perguntou, alto e bom som ( à despedida ) isto... "então sr. Próspero, e agora? quando é que se vem outra vez" e perante a cumplicidade dos presentes, lá fui dizendo.... "olhe, quando Deus quiser".Por isso...não estás só.

eduardabaptista said...

oh bambina, é preciso calma e descontracção!! Tambem tenho umas boas la do trabalho, e entenda-se que trabalhar com homens num meio militar não é facil, e é essencial ter cuidado com a lingua!!!
Tambem ja me saiu umas desse genero, mas o que me safa sempre é a boa disposição!!!
lol
jokas grandes
meb

Rebel Fairy said...

... como eu sei o que isso é.... partilhamos o mesmo problema... :)