11.23.2010

Telemovelmania



A Mariana mostrou-me este vídeo e não pude deixar de escrever sobre ele e sogre algo que já sinto há muito e que vem de encontro 'a mensagem do mesmo.

Concordo que os telemóveis sao muito úteis e que é igualmente muito vantajoso poder aceder 'a internet quando se quer. Contudo, detesto, mas detesto MESMO, a maneira como, hoje em dia, o que deveria ser apenas algo útil virou um vício.

As pessoas já não sabem estar sem ser com a porcaria do telefone na mão. Parece que isso as faz sentir mais seguras. As pessoas já não conseguem estar sem olhar para o telefone a cada 30 segundos, para ver se alguma coisa mudou no Facebook, se receberam algum email ou se alguém os contactou no Skype. E' absurdo como as pessoas buscam constantemente por notícias naquele ecrazinho, que não passa de um aparelho cheio de fios e parafusos, em deterimento de as receberem pessoalmente, de as discutirem, falarem, do contacto humano, do prestar atencao 'a pessoa que está ali ao lado, de carne e osso, ao alcance, que sente, que ri, que chora, que fala.

Não!! A porcaria da maquineta e' mais importante.

Irrita-me profundamente estar num grupo de amigos e ver a atenção das pessoas desviada para o telefone. E' como se aquelas pessoas que ali estão, não tivessem qualquer valor. O telefone tem prioridade máxima. Justifica interromper tudo e mais alguma coisa. E' absurdo como, mesmo quando a ter uma conversa de 1 para 1, as pessoas abanham a cabeca como se estivessem a prestar atenção ao outro e, discretamente ou não, começam a ver se há alguma coisa no telefone.

O mais ridículo é que, se a pessoa que os contacta por telefone estivesse presente e o amigo ao lado estivesse no telefone, o que interessava era falar com o amigo do telefone. E' um vício!!

E com ele, perde-se o contacto cara a cara, nao se vê aquele pôr do sol, nao se responde ao filho que nos chama, não se da atenção 'aquele que precisa muito mais de nós do que aquela maquineta, atendem-se chamadas na casa de banho (p'l'amor de Deus. Na casa de banho?!), não se vê o carro da frente... perdeu-se totalmente a noção de privacidade, de não estar contactável.

Caramba, qual é o problema de não estar 24h, 7 dias por semana contactável?
Já houve um tempo sem telemóveis e sobrevivemos. Ninguém morre por não ter telemóvel. Antes as pessoas conseguiam combinar coisas sem ser com o "depois telefono-te". Mais ninguém se sabe organizar sem o telefone. Ainda tenho bem presente na minha mente o CAOS que foi em 1998, no fim da Expo, porque toda a gente decidiu telefonar quando chegassem, para se encontrarem, e 'a conta da sobrecraga, as ligações telefónicas eram inexistentes. E eram dezenas de pessoas perdidas, crianças a chorar, postos de achados e perdidos a abarrotar... eu, que já nem era mais voluntária naquela altura, acabei por trabalhar de novo, para ajudar. E tudo porquê, porque se deposita toda a atenção e prioridade no telefone.

Pela vossa rica saudinha, não se esqueçam que há um vida muito mais interessante e importante para lá do ecrã do telemóvel!

5 comments:

Ana Nascimento said...

concordo em absoluto! acho horrivel estar no restaurante, a comer, e a pessoa que está comigo está ao telefone. e isto só para dar um exemplo.. O meu nao se liga à net (porque não quero), uso-o apenas para sms e chamadas (e poucas, que sou muito poupadinha). Passar um dia sem ele (ou mais) não me faz confusão, apenas sinto necessidade de avisar que estou sem ele, senao alguém pode ficar preocupado..e se estiver a conversar com alguem de certeza que não interrompo para atender o telefone! azarito! :P

∫nês said...

Ana, o meu telefone tb é do mais basico que há. Serve para recebes e fazer chamadas, que é para isso que foi feito. Quase nao uso e, tal como tu, pelo menos uma vez por semana esqueço-me dele em casa, tal é a importância uqe lhe dou.E' mesmo isso: azarito. Falo quando puder.

claudia said...

Concordo. Mas sabes, hoje parece que as pessoas têm medo de olhar as outras nos olhos. Isso nota-se imenso no metro de Lisboa: já não olha para a pessoa à nossa frente, o tlm é uma bengala para evitar o contacto...É pena...
Bjinhos

Fadalê said...

Fatina...
Lá estamos nós na concordância plena. EU, então, até tenho uma quase "raiva" dos tlmvs e de quem os implanta no seu comodismo. Bolas....:)
A coisa é tal que o tlmvl já substitui a "conversa de elevador".... Bom dia.... Hoje parece que vai chover....

Evita ^^ said...

Ola o meu nome é Eva e tenho 20 anos. Eu passei neste blog por acaso e gostei muito muito! Tambem tenho um blog se quiser passar por lá :D eu so queria perguntar uma coisinha. pode enviarme um comentario a explicar como tem um ipod no blog ou até so a musica é que o meu blog está muito silencioso. Desculpe a invasao. :D gosto imenso do blog. Adorei os posts da gravidez da (sua irma?). Um beijinho e continue assim com o blog que dá gosto ler :D