6.09.2006

Postal do Brasil

A falta de um relato fotográfico das férias faz com que, cronologicamente, os eventos fiquem algo misturados na minha memória. Assim, ‘a medida que me fôr lembrando de algumas situações curiosas que passei no Brasil, relatá-las-ei por aqui, sem que estas estejam necessariamente por ordem ou relacionadas. Daí o nome "Postal". As coisas quando enviadas pelos correios nunca chegam na ordem certa :)

Algo que constantemente acompanhou os meus dias por terras Verde-Amarelo foram as diferenças que, muito embora todos falemos Português, são inerentes ‘a língua que eu falo e eles falam. Dei por mim várias vezes a brincar e explicar que as diferenças se devem não ao meu sotaque, mas sim ‘a ausência dele.

Afinal, o Português já era meu e vocês (Brasileiros) é que lhe adicionaram esse açúcar delicioso (se bem que várias pessoas por lá me disseram que um estudo revelou que o Português de Portugal de há 500 anos atrás era semelhante ao do Brasil e que só então mudou para o que é actualmente. Mas então questiono-me, porque raio mudou o nosso Português? Se alguém souber algo sobre isto, agradeço a lição).

Uma situação que achei particularmente engraçada passou-se com uma menina de 12 anos. Embora conseguisse entender o que eu dizia, ela percebeu claramente que algo era diferente acerca dos sons que eu produzia. Desta feita, muito discretamente e julgando que eu não estava a prestar atenção, virou-se para a mãe e, baixinho, perguntou:

- Oh mãe, qual é o problema da língua dela?

2 comments:

a.k.a.bicuka said...

isso é obvio. a língua brasileira é na verdade um português que não "evoluiu" mais a influência do italiano.

eles tiveram tanta influência dos imigrantes italianos que a língua tb se adaptou ao português. por isso é uqe os italainos adoram o brasileiro e dizem que é bem mais fácil de perceber... e vice-versa!

eduardabaptista said...

Tambem tem influencia toda a exposição linguistica que portugal sofreu ao longo dos anos.
Mesmo com bases latinas ou mesmo gregas a fonética dos dois paises divergiram para lados opostos tendo nós lusitanos criado uma riqueza de vocalica, ùnica e muito caracteristica. Em portugues temos diferentes "a", "e", "o", os brasileiros não. Poderia continuar aqui feita meia-entendida na materia a declinar mil e uma razoes.....
Engraçado que tivemos essa mesma questão com a Dani num jantar na casa dos Phatinitos...
Bom, jokas grandes
Com esta coisa toda os meus neuronios ja estão a ferver...
lololololololol
ate logo :)
meb