8.01.2005

Só tem mesmo que se estar vivo!

Quando me mudei para NY, em 2004, perguntavam-me se não tinha receio dos atentados, fruto do medo que os acontecimentos de 11 de Setembro de 2001 geraram e ainda se fazem sentir.
Sempre respondi que não.
Para se morrer só tem mesmo que se estar vivo. Nada mais importa. Uma boa prova disso, foi o que se passou durante este fim-de-semana.
Nunca durante este ano e meio que vivi na Big Apple passei por alguma situação de suspeita de bomba. Em contrapartida, nos escassos dias que passei em S.Francisco, vi-me no meio de ruas evacuadas, faixas amarelas e polícias aos berros devido a um pacote abandonado algures.

3 comments:

Fadalê said...

If you see something.... say something....
Eles bem avisam... o que é preciso é preservar o "pacote" dos pacotes esquecidos... que é como quem diz... pôr o pelo a salvo.
If you going to S.Francisco.... trá.lá.lá.la..........

Tripeiro de Roterdao said...

Acho q a histeria politico-policial em torno do terrorismo acaba por ser mais perigosa q o terrorismo em si.
Os policias acabam por nos aterrorizar mais q o bin laden e companheiros, pelo menos estes ultimos nunca os vi...

∫nês said...

Ambos muito certos :)