11.07.2005

E eu ali "sugadita"!!!!

Image Hosted by ImageShack.us

Que os Brasileiros são, não sua generalidade, bastante atiradiços toda a gente sabe, ou pelo menos deve sempre desconfiar :)
A prova disso é que, no forró, enquanto decorre a dança é frequente que me perguntem não se eu tenho namorado mas, mais atrevidamente, se o meu namorado está a ver.

Contudo, dada a situação que decorreu hoje, eu diria que eles é que deviam prestar atenção na namorada e verificar se ela está a ver.
A história é no mínimo caricata.

Dançava eu com o meu amigo Adelson, com quem vou sempre ao Forró e com quem já toda a gente se habitou a ver-me e, porque tinha uma blusa relativamente curta, em várias das voltas a tatuagem ficava parcialmente ‘a mostra.

Terminado o Xôte, voltei para o meu lugar e esperei sentada pela próxima dança, aproveitando também para descançar. O rapaz ao meu lado, que eu nunca tinha visto mais gordo, com quem nunca tinha falado ou dançado e em quem nem sequer tinha reparado, perguntou-me o que era a minha tatuagem. Respondi-lhe e a coisa ficou por aí.

Meteram-se mais umas danças, voltei de novo ao meu lugar e, passados uns momentos, o mesmo rapaz diz-me tristemente: porque eu perguntei para você o que era a sua tatuagem, minha namorada terminou comigo!
Fiquei completamente perplexa e não consegui evitar um “é doida!”. Eu, ali “sugadita” a dançar com o meu amigo, sem sequer saber da existência daquele rapaz quanto mais da namorada e, de repente, sou motivo de vendaval.
E que vendaval!

Afastei-me logo para outro lado, não fosse fazer mais estragos sem dar conta. Mesmo assim, deu para ver a cena: ela amuou, ela deixou-o sozinho, ela voltou, ela discutiu, ela chorou, ela voltou a sair, voltou de novo, fez beicinho… bem, no fim já estava tudo bem de novo mas o rapaz, coitado, no meio da história toda só encolhia os ombros. Não haja dúvidas que, ALGUMAS mulheres são, de facto, muito complicadas e ALGUNS homens deviam receber o prémio da paciência.

Incrível, eu ali sem fazer nada e zás… metida numa embrulhada. Logo eu que, NUNCA por NUNCA, me meteria fosse com quem fosse que eu soubesse comprometido. E’ ponto de honra que, até hoje, nunca quebrei. Só faltava a miúda vir tirar disputas comigo.

Fez-me lembrar a anedota do compadre Alentejanito, acusado de esfaquear o companheiro:

- Eu!? Eu estava aqui “sugadito” a descascar a minha maçanita e ele a atirar-se para cima da minha facanita!!

Bem, neste caso eu nem tinha consciência mas, mesmo quietinha, a coisa deu para o torto. Está visto que há gente que tem que ser menos insegura e aprender que o violoncelo não é um instrumento perigoso. Não o meu! :P

10 comments:

Madalê said...

È caso para dizer como o nosso amigo Casal
-Escolhe outra.......

Anonymous said...

Oxenti, minina, eu num disse que ocê era PODEROSA....Ocê num creditou....


Ivone :-D

∫nês said...

Eu não! E' a tatuagem. Começo a descobrir que tem poderes mafarriquentos, hehehe.

Anonymous said...

elá gente complicada... meu deus... ponha essa gaja ao mesmo nível da minha flatmate!!! ;)

vi

Jerusa said...

E nao eh que este violoncelo esta virando a cabeca de muita gente nos USA!!!!

Beijinhos
Jerusa

∫nês said...

Hmmm... eu acho que é mais a cabeça de Brasileiros nos USA ;)

Espero que tudo esteja bem por terras Germânicas.
Beijos!

Washington Araújo said...

Gostei muito do seu texto. Pude até sentir a situação, o clima. Mas, o que quer dizer sugadito/a ? Um abraço menos atirado do Washington (http://www.cidadaodomundo.org)

∫nês said...

Washington: a palavra original é sossegada.
Geralmente, diz-se 'as crianças, quando se quer que elas estejam quietas, para estarem sossegadinhas/sossegaditas.
No entanto, se a palavra fôr dita de forma mais rápida ou incorrecta, dá em "sugadita", expressão esta que foi sobejamente explorada por um cómico em Portugal e que toda a gente reconhece.
Daí o eu estar "sugadita" ou seja sossegada e quieta.
Deu para perceber?

Susie said...

Fazer o quê? Eles caem aos pés...

É de família não te preocupes :)
Bjinho enorme

∫nês said...

Oh,oh! Oh p'ra ela a puxar a brasa 'a sardinheca dela :P