7.30.2006

Jogos Gay

Image Hosted by ImageShack.us

"Meia centena de atletas portugueses nos 1º. jogos mundiais “gay” no Canadá

Meia centena de atletas portugueses participam na primeira edição dos jogos mundiais "gay", Outgames Montreal 2006, que decorrem a partir de hoje até 5 de Agosto naquela cidade canadiana, revelou à Lusa o porta-voz da organização."

Não vos parece que, em vez de tentar diluir as diferenças e os preconceitos, fazendo de todos nós iguais, actividades como esta promovem mais essas mesmas diferenças e favorecem a discriminação?

4 comments:

Daniel said...

Estou em completo desacordo. Os OutGames sao um pretexto com qualquer outro para os gays e lesbicas de varios cantos do Mundo se juntarem, da mesma maneira em que os Jogos Olimpicos 90% ou mais sao heteros -como na populacao em geral. Se houver os Jogos da Mulher, ou dos 'African-American' ou de outras minorias e' muito bonito porque estao a emancipar-se, mas quando sao os Gays, so se ouve 'La' estao eles a querer excluir-se a si proprios'??? Please!
2 pesos e 2 medidas, nao?

∫nês said...

Discordo, consideraria discrimatório também se fosse um jogo só para mulheres, ou só para pretos, ou só para pessoas de cabelo encaracolado. Seja o que fôr, estar a colocar uma selecção baseada nas diferenças que causam tantos problemas sociais é promover as diferenças ainda mais.

∫nês said...

Claro que não quis dizer que o cabelo encaracolado é um dos problemas da sociedade ;)

NoKas said...

Só enquanto no mundo se continuar a discriminar é que este tipo de actividades faz sentido. Como os homossexuais ainda são discriminados, concordo com a existência dos jogos, de paradas, de festivais. Todos temos direito ao nosso espaço, se um preferem vestir plumas e fazer um desfile e outros correr e fazer desporto, mas mesmo assim transmitir uma mensagem para o "exterior", why not?

É como perguntar: porque é que existe um "dia da mulher"? Enquanto as mulheres nas empresas em sociedades ditas desenvolvidas continuarem a ser discriminadas.... eu acho que faz sentido. A minha prima alemã foi despedida quando souberam que ela estava grávida. Não estou a falar sequer em Portugal ou países com uma cultura extremamente machista...

Eu penso assim! Mas é só um ponto de vista.