3.05.2006

Emagreça. Como?

Image Hosted by ImageShack.us

Fácil, basta vir para os Estados Unidos e ter uma profissão algo exigente.

Desde que aqui cheguei, há pouco mais de 2 anos, que a tendência é para perder peso. E' óbvio que se pode argumentar que é por falta da comidinha de Mamãe (que é a melhor do mundo) mas, também estive um ano na Alemanha, sem a dita comidinha, e aí a tendência foi mais o oposto. Fiquei bem rechonchuda.

"Ah, foi das salsichas!!". Não, poucas ou nenhumas comi e poder-se-ia logo contra-argumentar que nos USA a junk-food predomina e seria também um bom veículo para ganhar peso.

Então, perguntam vocês, o que é que se passa?

Pois, o que se passa é que os horários para refeições "como-deve-ser" estão sempre na corda bamba, dependentes dos meus peixitos, e de quando os peixes decidem dar azo 'a paixão em manhãs tórridas de amor, e do quão rápido aqueles embriões desenvolvem, e das apresentações que se têm que fazer, e preparar reuniões com o chefe, blá, blá, blá...

Um bom exemplo disso foi esta semana. Como se devem ter apercebido (espero) o blog andou meio parado. Isto porque o trabalho se prolongou por várias noites até bem depois da meia-noite ou 1 da matina, a juntar a ter que acordar cedo. Assim, ao chegar a casa, estava tão cansada que escrever no blog era, no mínimo, a última das minhas prioridades. E, o que deveria ser prioridade, como seja comer, também não o foi.

Nunca me apeteceu cozinhar e (pai, tapa os olhos 'a mãe que até lhe dá uma coizinha má se ler o que se segue :P) acabava ou por não comer ou por beber leite e comer umas bolachas. Bom, não?
Nada saudável bem sei mas, que querem? Aposto que muitos de vocês (colegas Biólogos a fazer o Doutoramento) percebem perfeitamente.

Já sei que a minha Madalê não vai perceber nem por nada (ah, e isto porque ela é muito persistente e por muito que o meu pai lhe tente tapar os olhos ela lerá o que escrevi de qualquer das formas, hehehe) mas... hhmmm, agora me apercebo que isto até é algo bom de ela saber (pai, esquece, não lhe tapes os olhos!).

Ao saber que a filhota anda a comer tão malzinho, de certeza que a vontade de virem até cá vai ser maior. Sei que o virem cá não depende de vontade (que sobeja) mas sim da conjuntura actual mas, não custa tentar.

Mamã, ando a passar fome!!!
"Dá-me pão se não rasgo-me", como diz o nosso Tio-Tio :D

PS - Após terminar este post, apercebo-me que tomou um rumo bem diferente do inicialmente definido. Mas, que se lixe! Como digo, tenho o blog porque gosto de ter devaneios públicos. Aqui segue um :)

2 comments:

madalê said...

Coitadinha da minha filhota...............E eu estou tão longe.
Mas como já é crescidinha, tem mesmo de se desenrascar.

Fadalê said...

pois é!!!! e nos antípodas, aquela célebre dieta do café, da cenoura e do sei lá que mais.... ganda tanga.... tal como o frio (como diz o Eurico) é tudo psicológico.