2.15.2006

Sempre acompanhada

Image Hosted by ImageShack.us

Hoje na aula de yoga, já na parte de decontracção, com as luzes baixas, o professor fez uma pequena reflexão acerca do dia em questão.
Calmamente, enquanto discorria no seu discurso, disse algo que me tocou. Algo simples. Falava que podemos estar sozinhos, mas não necessariamente sós. E, inesperadamente, senti as lágrimas escorrerem-me pelo rosto abaixo, confundindo-se com o suor salgado.
Ali estava eu em posição de "double pigeon", supostamente a entrar num estado pacificador e de equilíbrio, e a não conseguir controlar a felicidade que sentia cá dentro. Felicidade, porque tenho os meus Pais, a minha Irmã, a minha Família, os meus Amigos, os que estão perto e os muitos que estão longe, os que estão connosco e aqueles que já nos deixaram... e sinto-me sempre tão acompanhada e protegida. Mesmo que sozinha, nunca só... como se de Anjos da Guarda se tratasse.

A todos, Obrigada pelo vosso bem querer!

12 comments:

APETECIDO said...

Obrigado, menina. Tenho permanentemente as asas abertas sobre ti a fim de que nenhum mal te atinja.

APETECIDO said...

Dediquei um poeminha a ti.

http://casacoamarelo.blogspot.com/2006/01/gosto-de-chagall.html

Espero que tu gostes.

madalê said...

Bem hajam todos os que te querem e gostam de ti.

APETECIDO said...

Madalê acredite no que te diz o Apetecido, que tirante vós, pais deste anjo de ternura, a irmã e quiçá os mais chegados pelos laços consangüíneos e de alma, ninguém no planeta quer mais bem à Inês que eu, que, também, faz-te um juramento o Apetecido, serei para todo o sempre o anjo a protegê-la. Como um anjo de verdade. Mesmo sem ser visto, mesmo sem ser sabido e mesmo sem ser conhecido.

Apetecido said...

AH! Double Pigeon with hands in prayer e eu espero que pensando na tranqülidade que se abatia sobre ti. Era eu com minhas asas abertas sobre tua alma.

Bruno Afonso said...

Estar so' no meio de uma multidao e' que e' realmente constrangedor :-)

Susie said...

um bjinho grande cheio de carinho e mimos

eduarda baptista said...

bambinita, sabes que por mais voltas que o mundo de, por mais turbilhão que a tua vida se encontre, nos -os fieis mandatarios da amizade e do amor- estaremos sempre de braços abertos, com o teu porto de abrigo pronto para te recolher, abraçar, gargalhar, chorar, rir contigo...afinal se não for este sentimento bom a unirnos, o mundo não teria la muito sentido, certo??
sabias que ete amo muito!!que fique registado!!
jokas grandes e sempre que te sentires menos feliz lembra-te de nós, pois estas constantemente no nosso pensamento e corações.
jokas
:)meb
(ah, sabias que ninguem cheira como tu? -uma dica, para ver se cola!!!)
lololol

Apetecido said...

Eduarda, a Bambinita é, de facto, uma rapariga de bastante sorte.
Tem ao norte os bons "Dalê"
(sei que me compreendes)
e ao sul a mana querida.
A oeste, a leste,
os que a querem imenso bem querer.
Acima, a tudo assistindo,
num sobrevôo lindo,
um anjo devotado
que com bastante cuidado,
a tudo assiste sem nada perder.
Nem mesmo os cheiros.
Nem mesmo os cheiros.

∫nês said...

A todos, obrigada mais uma vez pelas palavras quentes, sem excepção, conhecidos ou não :)

Bruno: Essa é a solidão mais triste e dolorosa e que, espero, nunca se abata sobre ti, sobre mim ou sobre ninguém.

Crespita: Sei isso tudo e retribuo de igual forma. Também te Amo e vos Amo, nunca esquecidos, sempre presentes, com cheirinho a Família.

Susie: E miminhos sabem tão bem. Mimos para ti também, polvilhados de saudades (juro que me deu uma saudade das nossas conversas e risos!! Ai! E as nossas mães deliciadas "com a juventude", a olhar para nós e a sorrir :))

Apetecido: Bem querer não escolhe rostos. Assim, mesmo não te conhecendo, agradeço.

Marcelo said...

Saber que não estou só quando estou sozinho é o que me faz seguir em frente.
Que essa nossa felicidade se estenda a todas os outros terrestres, sem exceção.

∫nês said...

Nem mais Marcelo :)